terça-feira, 11 de outubro de 2011

Para professor, qualidade não é medida em números


"A qualidade da Educação não deve ser avaliada por meio de números." Com esta afirmação, o matemático e doutor em Educação, Joe Garcia, iniciou ontem à noite a palestra de abertura do Pensar 2011 - Congresso e Exposição, evento da área educacional promovido pelo POPULAR. O Pensar é um dos principais congressos no segmento realizados no País.
Logo após a apresentação da Banda Canta Vida, que reúne integrantes do Grupo Despertar, o professor do Paraná, Joe Garcia, discorreu para o público sobre o tema central do evento deste ano: Educação de Qualidade: O Desafio do Nosso Tempo.
O palestrante ressaltou que a Escola deve ser avaliada como pessoa e não como objeto. "Objetos são avaliados de maneira genérica, padronizada. A Escola não pode ser avaliada por números. A questão da convivência deve ser priorizada, pois ela é o principal caminho para a melhoria da qualidade da Educação", afirmou.
Durante a palestra, Joe Garcia mostrou ao público resultados de pesquisas feitas pelo mundo na área da Educação, dentro de salas de aula. Tais pesquisas, realizadas a partir do ano 2000 mostram que o Brasil está entre os piores países no quesito indisciplina.
"Os dados mostram que a indisciplina é o componente que mais compromete a qualidade da Educação. De acordo com os dados, no Brasil, 17,8% do tempo das aulas é gasto com a tentativa doprofessor em manter a disciplina dos alunos. Este número equivale a 35 dias do ano letivo", destacou.
Com a indisciplina presente na sala de aula, conforme Joe Garcia, os professores acabam adoecendo e os alunos têm sua instrução prejudicada.
"É preciso que haja dentro da Escola projetos de convivência. A solução para a melhoria da qualidade da Educação no Brasil não está em melhorar os números, as notas, mas em pensá-la dentro de um conjunto de indicadores", ressalta.
Por meio de exemplos bem humorados, que animaram a plateia, o professor Joe Garcia, mostrou itens que ele considera importantes na formação deste conjunto de indicadores: aprendizagem, respeito, alegria, amizade, tolerância, disciplina, proposta pedagógica, alfabetização, tecnologia, espaço físico, organização, gestão democrática, estabilidade, permanência e motivação.

Diretrizes
O professor apontou diretrizes para o avanço da Educação. "Visão compartilhada, melhoria da relação entre professor e família e sustentabilidade. Escola é gente e não apenas números", concluiu. Após a apresentação do matemático, os integrantes do Coral da Fundação Jaime Câmara subiram ao palco do Pensar 2011.
Depois, foi a vez do educador Gabriel Perissé, da Universidade Nove de Julho, de São Paulo, entrar em cena. Doutor em Filosofia da Educação, mestre em Literatura Brasileira e autor de vários livros, Gabriel ministrou a conferência A Aula Inesquecível: O que É Qualidade Educacional, na qual destacou que a comunicação entre professor e aluno deve ser pautada pelo respeito à inteligência de cada um.
Participaram da abertura do Pensar 2011 diretores da Organização Jaime Câmara (OJC), autoridades, professores das redes pública e privada e alunos.
O Popular (GO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário